terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Sexo Sem Frescura


Olá, Pinkies!
Hoje vou fazer o primeiro post sobre um assunto um tanto delicado: sexualidade. Espero ser bem clara quanto ao que vou dizer e conto com a ajuda das minhas companheiras para me ajudar a alcançar esse objetivo.


Para começar, o assunto é delicado por quê? Bem, delicado porque é difícil delimitar onde termina a sensualidade e começa a vulgaridade. Delicado porque todo mundo sabe um pouco, mas, fatalmente ainda é um tabu. Delicado porque sexo é uma coisa difícil de discutir, exatamente por ser tão pessoal, tanto com relação a preferências quanto em relação a significado.
Mas isso não deve ser empecilho para uma Pink Sider. Todo mundo sabe que sexo faz parte da vida e o fato de ainda ser um tabu faz com que diversas doenças que poderiam, facilmente, ser evitadas, se espalhem e matem pessoas por todo o mundo. Você já parou para pensar em quantas crianças crescem sem a menor qualidade de vida por serem fruto de uma gravidez indesejada? E quantas delas são abortadas ilegalmente? Quantos pais são obrigados a parar de estudar (ou adiam seus projetos) para sustentar um filho não planejado?
Independentemente da sua concepção a respeito de aborto, casamento e psicologia infantil, existe um fato inegável: tudo isso poderia ser evitado facilmente através de simples métodos contraceptivos. E a maior barreira para isso é a falta de diálogo entre pais e filhos.

É claro que não é fácil para um pai ou mãe conversar sobre sexo. Ele primeiro precisa entender que ao fazer isso não está incentivando o inicio da vida sexual dos filhos, mas sim os preparando para quando ela começar. Dificilmente eu poderia, através desse blog, convencer os pais de que a melhor forma de evitar qualquer um desses acontecimentos inesperados supracitados é uma relação aberta e diálogo sobre sexualidade. No entanto eu posso chegar até você, Pink Sider, jovem, solteira (no sentido de não casada), que se valoriza e possui a mente aberta a concepções racionais, e dizer: pílula anticoncepcional não impede você de ter filhos no futuro. Pouco tempo depois que você para de tomar, seu corpo volta a produzir os hormônios substituídos por ela. Camisinha não diminui nem um pouco o prazer masculino - a veeeeelha história de que sexo com camisinha é como chupar bala com papel já está mais que ultrapassada - e é, atualmente, a forma mais fácil e simples de se proteger contra doenças sexualmente transmissíveis e uma gravidez indesejada.
Não vou entrar no mérito de métodos mais complexos e sofisticados como DIU ou preservativo feminino, simplesmente porque não existe necessidade de uma preparação tão grande. O DIU exige um procedimento médico e não garante 100% de eficácia e o preservativo feminino deve ser colocado pelo menos três horas antes da relação.

O simples ato de usar um “adereço” que custa menos de um real - e é, inclusive, distribuído gratuitamente em qualquer posto de saúde - protege você contra tudo o que já foi citado. E se você é como eu e prefere ter múltiplas garantias de segurança, basta usar o preservativo e tomar o anticoncepcional recomendado pelo seu ginecologista todos os dias, mais ou menos no mesmo horário, por vinte e um dias, ou, para as mais esquecidas, um anticoncepcional injetável, aplicado no oitavo dia após a menstruação.

Lembrando que é imprescindível consultar um ginecologista para, de acordo com o seu perfil, determinar o melhor anticoncepcional para você e acompanhar a evolução do mesmo no seu organismo até total garantia de proteção. Se você é uma geek em crescimento e ainda depende dos seus pais ou do plano de saúde deles, o mais recomendável é falar com pelo menos um dos dois, e explicar que deseja visitar seu ginecologista. Se você não tem um ginecologista, certamente está na hora de ter: um ginecologista deve ser visitado após a primeira menstruação para garantir que está tudo bem com o seu corpo. Caso você acredite que seja realmente impossível ter uma conversa com um dos seus pais (não desista sem tentar!), você pode sempre pedir ajuda a uma amiga ou marcar uma consulta num cais ou hospital público. Sua saúde deve estar sempre em primeiro lugar para você.
Para quem já usa a pílula, vale recordar que o período de troca de anticoncepcionais é muito delicado. O corpo precisa de algum tempo para se habituar à nova dose hormonal ingerida e os três primeiros meses dessa adaptação são bastante arriscados.
Não importando como você escolhe seu parceiro, não deixe que ele a convença de não usar o preservativo masculino. E eu garanto que, vez ou outra, ele pode realmente tentar, principalmente se você já usar a pílula. Não existe nenhuma razão no mundo que possa valer o risco da sua segurança.
Ah, uma dúvida muito comum entre aquelas que possuem um parceiro de confiança. Não vou entrar profundamente na anatomia masculina, mas o preservativo deve ser usado do início ao fim da relação porque durante o processo de excitação um fluido é usado para limpar o canal masculino, que ainda pode conter espermatozóides vivos, e existe uma chance pequena (e assustadora!) de que esse contato possa resultar uma gravidez. Quanto a doenças, não preciso dizer novamente: qualquer contato pode transmitir doenças. Não se arrisque!
Esse é o primeiro post de uma sequência feita por mim, Dana, e pela Kelly. Apesar de serem feitos em primeira pessoa, esse e todos os posts seguintes são de autoria das duas. O fato é que, agora que já deixamos clara nossa posição em relação a isso, não existe mal nenhum em incrementar um pouco o relacionamento – inclusive para aquelas que são casadas e tem filhos! – com algumas pequenas coisinhas de cunho sexual. No próximo post: Você já foi a um Sex Shop?
Eu e Kelly sim.
Beijos mil, Pink Siders!

5 comentários:

  1. Di e Kells,

    Adorei a forma como o texto foi escrito, ficou show! E a frase final ficou perfeita!

    To no aguardo, pq eu nunca fui...

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. euu, que devo ser o único leitor masculino desse blog... acho que vcs gurias estão de parabéns!!! ... continuem o bom trabalho

    ResponderExcluir
  3. Adoreeeeiii!!! Parabéns meninas!!! E podem ter certeza, o sobrinho/sobrinha de vcs vai ter pais que conversam sobre tuuudo, viu?! Bjosssss

    ResponderExcluir
  4. Perfeito queridas. Aguardo o próximo!
    Bjks

    ResponderExcluir

Falar você deve. Com você, o lado rosa da força estará.